ESPETÁCULO DA BROADWAY, 13 – O MUSICAL GANHA NOVA DATA DE ESTREIA E LOCAL DE APRESENTAÇÃO

Espetáculo tem estreia marcada para 02 de abril, agora no Teatro Liberdade.

Continue Lendo “ESPETÁCULO DA BROADWAY, 13 – O MUSICAL GANHA NOVA DATA DE ESTREIA E LOCAL DE APRESENTAÇÃO”

#ÚLTIMA CHANCE de conferir “A Bela e a Fera, um musical” que encerra sua temporada este domingo em São Paulo

Musical produzido pela Palavra e Som Entreterimento encerra temporada neste final de semana em São Paulo, no Teatro Liberdade.

“A Bela e a Fera – Um Musical” produzido pela Palavra e Som, conta com efeitos especiais, 60 figurinos, sensações em 3D onde a plateia poderá se sentir imersa na história, ilusionismo, cenários grandiosos, além de ser todo cantado ao vivo. Seguindo a linha Family Show, o musical encanta a toda família e se despede de São Paulo em últimas apresentações no próximo sábado (12) e domingo (13), às 16h.

Teaser Oficial do espetáculo | Divulgação

O musical conta a história de Bela, uma inteligente jovem que vive em uma pequena aldeia e é considerada estranha pelos moradores locais. Seu pai, Antônio, é um construtor nada talentoso, porém muito esforçado que perdeu toda sua fortuna ao longo dos anos. Bela é cortejada por Gaspar, o jovem caçador da aldeia que pretende casar com ela. Mesmo sendo desejado por todas na aldeia, Bela não retribui o interesse, pois acha Gaspar uma pessoa primitiva. Quando seu pai decide viajar para apresentar uma de suas invenções em uma famosa feira de inventores, Bela pede para que ele traga uma rosa que encontrar em seu caminho. Antônio segue viagem e se perde em meio a floresta, buscando abrigo em um castelo abandonado, onde coisas estranhas acontecem. Uma Fera monstruosa surge em meio a folhagem e captura o velho, o tornando seu prisioneiro. Quando Bela recebe a notícia, decide embarcar em uma grande aventura pela floresta para salvar seu pai. A jovem descobre que os moradores do castelo foram transformados em objetos que falam, dançam e até cantam. Todos no castelo percebem que este encontro pode ser a grande chance do feitiço ser quebrado. Isto só acontecerá se a Fera amar alguém e ter o amor retribuído. Mas isso deve ser rápido, pois quando a última pétala de uma rosa encantada cair, o feitiço não poderá mais ser desfeito.

O espetáculo tem duração de uma hora e trinta minutos. A montagem nacional é idealizada pelo diretor geral Bruno Souza, direção de cena de Manu Littiéry, com coreografias de Gabriela Evangelista, direção musical do Maestro Ettore Veríssimo, versão do texto de Lucas Cavalaro e roteiro final de Bruno Souza.

Ficha Técnica:

Idealização e Direção Geral: Bruno Souza
Versão: Lucas Cavalaro
Direção de Cena: Manuela Littiéry
Direção Musical: Ettore Veríssimo
Assistente de Direção Musical: Gabriel Fabbri
Coreografias: Gabriela Evangelista
Produção: Palavra & Som Entretenimento
Produção Executiva: Tatiana Veliz
Produção Artística: Daniela Simonassi
Elenco: Beatriz Algranti, Bruno Souza, Lucas Godoy, Gui Giannetto, Marcos Antonelli, Gustavo Mazzei, Lucas Marques, Priscila Cammarosano, Manu Littiery, Carol Cristal, Gabriela Evangelista, Luke Lima, Bruno de Paiva, Caio de Paiva, Giovanna Claboxar

Serviço:

“A Bela e a Fera – Um Musical”
Até 13 de fevereiro
Sábados e Domingos, às 16h00
Teatro Liberdade (R. São Joaquim, 129, São Paulo – São Paulo)
Ingressos de R$25,00 a R$150,00
Venda pelo site: https://bileto.sympla.com.br/event/70782/d/120457
Duração: 100 minutos
Classificação: Livre

EX-ROUGE LI MARTINS FARÁ PARTICIPAÇÃO ESPECIAL NO MUSICAL “BRILHA LA LUNA” EM 01 e 21 DE FEVEREIRO

O musical Brilha la Luna, inspirado nas músicas do grupo Rouge, contará com a participação especial da atriz e cantora Li Martins, uma das ex-integrantes do grupo, nas sessões dos dias 01 e 21 de fevereiro.

Foto: Divulgação

O musical Brilha la Luna, inspirado nas músicas do grupo Rouge, contará com a participação especial da atriz e cantora Li Martins, uma das ex-integrantes do grupo, nas sessões dos dias 01 e 21 de fevereiro

O espetáculo está em cartaz no Teatro Liberdade desde o dia 24 de janeiro com sessões às segundas (20h) e terças (20h30) e os ingressos podem ser adquiridos pela Sympla no link: https://bileto.sympla.com.br/event/70833/d/120869.  

Além de sua trajetória no Rouge, Li Martins participou de programas de TV e foi campeã do reality show “Famosas em Apuros”. Também participou de quadros do Programa Raul Gil, Power Couple e muitos outros. No teatro musical, destacam-se trabalhos relevantes nos musicais “Miss Saigon“, como a protagonista Kim sobre produção da Time For Fun, “A Bela e a Fera” como o papel-título Bela, também da produtora T4F e “Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro“, como Emma Carrew cover.

SOBRE O ESPETÁCULO

O musical, que fez uma temporada de sucesso em 2019 no Rio de Janeiro (Teatro Prudential), é  uma produção da Lab Cultural, tem texto de Juliano Marceano, direção original de Pedro Rothe (Elis – A Musical), direção musical e arranjos de Tony Lucchesi (Bibi – Uma Vida em Musical) e coreografias de Victor Maia (Meu Destino é Ser Star). Os figurinos são assinados por Ana Elisa Schumacher (Noite de Patroa) e a cenografia por Higor Valentini. A ideia, segundo os idealizadores, nasceu antes mesmo da volta do grupo em 2013.

A ideia surgiu faz tempo. Uma das minhas melhores amigas, que é atriz e estava fazendo novela comigo na época, viveu em uma comunidade hippie até seus 16 anos sem acesso algum à tecnologia ou à cultura pop. Aquela história ficou tanto na minha cabeça que comecei a rascunhar a ideia de uma peça sobre essa garota que passa uma vida em uma aldeia afastada da cidade e cai de paraquedas no mundo frenético da televisão. No café onde eu escrevia o nome das primeiras personagens tocou Ragatanga. Foi ali que me ocorreu que “Aserejé” é um nome ótimo para uma comunidade alternativa e que esse tal ‘Diego’ que vira a esquina podia ser um mochileiro que apresenta todo esse universo a essa garota. Me juntei com o Juliano (Marceano, autor do texto) e começamos a desenvolver a dramaturgia em cima do repertório que a gente conhecia de cor: éramos fãs da banda de dormir na porta do estádio para ir no show”, diz Diego Montez, um dos idealizados do espetáculo. 

Foi um dos momentos mais tocantes da trajetória da peça. Apresentamos, em 2017, uma leitura para elas e foi um momento muito lindo de troca. Elas se emocionaram, agradeceram o carinho e homenagem e se demonstraram muito abertas na época. Ter a bênção das cinco seria essencial”, completa Diego.   

Uma das razões do Rouge ser a escolha para o espetáculo foi que, além de ser um dos maiores grupos pop do Brasil, é também o motivo que torna tão fácil escrever uma dramaturgia sobre, elas falavam para todos e por todos.

O espetáculo tem como premissa convidar a família toda, fãs do grupo e fãs de musicais a refletirem de maneira leve sobre sonoridade, diversidade e o poder dos sonhos. Tudo que as meninas passaram em suas músicas e a que são causas tão urgentes hoje em dia. A maioria dos hits do Rouge estará presente em 1h30 de espetáculo.

O elenco de Brilha la Luna é composto por nomes conhecidos de teatro musical em seu elenco protagonista e jovens talentos estreantes que ajudam a contar a peça. A protagonista, Marcella Bartholo, foi selecionada por meio de um reality show, assim como as Rouge, entre quase 700 garotas.

SINOPSE

A história tem como base a personagem Luna, que dá nome ao espetáculo, uma jovem que viveu toda sua vida na Comunidade de Arerejé, um refúgio hippie criado por seus pais escondido das grandes metrópoles. Ela vive uma vida tranquila, mas ao completar 18 anos, se vê órfã e sente que falta algo em toda aquela perfeição. É aí que ele vira a esquina…

Diego, um mochileiro que está de passagem pela comunidade encanta Luna levando-a a acreditar que finalmente encontrou a última parte que precisava pra completar a vida perfeita.

Quando Diego parte de Aserejé, ela descobre que o endereço do garoto na cidade grande é o mesmo estampado em cartas que seu pai, então líder da comunidade, recebia enquanto vivo. Luna decide segui-lo atrás de respostas com a ajuda de Pedro, seu melhor amigo secretamente apaixonado por ela.

Luna continuará em busca de respostas sobre quem ela realmente é ou irá se esquecer de tudo para se tornar a nova estrela da música.

Confira o Instagram de Brilha la Luna: https://www.instagram.com/brilhalalunaomusical/

FICHA TÉCNICA

IDEIA ORIGINAL: Diego Montez

TEXTO: Juliano Marceano

DIREÇÃO DE REMONTAGEM: Ana Elisa Mattos e Diego Montez

BASEADO NA DIREÇÃO ORIGINAL DE: Pedro Rothe

DIREÇÃO MUSICAL ORIGINAL: Tony Lucchesi

COREOGRAFIAS: Victor Maia

FIGURINOS: Ana Elisa Schumacher

CENOGRAFIA: Higor Valentini

DIREÇÃO DE ARTE Eduardo Ekermann

RELAIZAÇÃO: LAB CULTURAL 

ELENCO: Marcella Bartholo, Pamella Machado, Robson Lima, Julia de Aquino, Carol Vanni, Amanda Doring, Diego Martins, Bruno Boer, Matheus Paiva, Fernanda Gabriela, João Felipe Saldanha, Guilherme Lopez, Alicio Zimmerman, Laura Loup, Ísis Mendonça, João Lucas Martins, Yasmin Lifer, Luke Lima e Larissa Noel.

Musical “A Bela e a Fera”, no Teatro Liberdade, é opção para toda a família

Em cartaz no Teatro Liberdade, em São Paulo, a adaptação musical de um dos maiores sucessos da história, “A Bela e a Fera”, de Madame de Beaumont é opção de passeio para toda a família.

O espetáculo conta com efeitos especiais, 60 figurinos, sensações em 3D onde a plateia poderá se sentir imersa na história, ilusionismo, cenários grandiosos, além de ser todo cantado ao vivo. Seguindo a linha Family Show o musical promete encantar a toda família, aos sábados e domingos, sempre às 16h.

Fotos: Helena Mello

O musical conta a história de Bela, uma inteligente jovem que vive em uma pequena aldeia e é considerada estranha pelos moradores locais. Seu pai, Antônio, é um construtor nada talentoso, porém muito esforçado que perdeu toda sua fortuna ao longo dos anos. Bela é cortejada por Gaspar, o jovem caçador da aldeia que pretende casar com ela. Mesmo sendo desejado por todas na aldeia, Bela não retribui o interesse, pois acha Gaspar uma pessoa primitiva. Quando seu pai decide viajar para apresentar uma de suas invenções em uma famosa feira de inventores, Bela pede para que ele traga uma rosa que encontrar em seu caminho. Antônio segue viagem e se perde em meio a floresta, buscando abrigo em um castelo abandonado, onde coisas estranhas acontecem. Uma Fera monstruosa surge em meio a folhagem e captura o velho, o tornando seu prisioneiro. Quando Bela recebe a notícia, decide embarcar em uma grande aventura pela floresta para salvar seu pai. A jovem descobre que os moradores do castelo foram transformados em objetos que falam, dançam e até cantam. Todos no castelo percebem que este encontro pode ser a grande chance do feitiço ser quebrado. Isto só acontecerá se a Fera amar alguém e ter o amor retribuído. Mas isso deve ser rápido, pois quando a última pétala de uma rosa encantada cair, o feitiço não poderá mais ser desfeito.

O espetáculo tem duração de uma hora e trinta minutos. A montagem nacional é idealizada pelo diretor geral Bruno Souza, direção de cena de Manuela Littiéry, com coreografias de Gabriela Evangelista, direção musical do Maestro Ettore Veríssimo, versão do texto de Lucas Cavalaro e roteiro final de Bruno Souza. A produção do espetáculo fica a cargo da Palavra & Som Entretenimento.

Ficha Técnica:

Idealização e Direção Geral: Bruno Souza
Versão: Lucas Cavalaro
Direção de Cena: Manuela Littiéry
Direção Musical: Ettore Veríssimo
Assistente de Direção Musical: Gabriel Fabbri
Coreografias: Gabriela Evangelista
Produção: Palavra & Som Entretenimento
Produção Executiva: Tatiana Veliz
Produção Artística: Daniela Simonassi
Elenco: Beatriz Algranti, Bruno Souza, Lucas Godoy, Gui Giannetto, Marcos Antonelli, Gustavo Mazzei, Lucas Marques, Priscila Cammarosano, Manu Littiery, Carol Cristal, Gabriela Evangelista, Luke Lima, Bruno de Paiva, Caio de Paiva, Giovanna Claboxar

Serviço:

“A Bela e a Fera – Um Musical”
Curta temporada até 13 de fevereiro
Sessões: Sábados e Domingos às 16h00
Teatro Liberdade (R. São Joaquim, 129, São Paulo – São Paulo)
Ingressos de R$25,00 a R$150,00
Venda pelo site: https://bileto.sympla.com.br/event/70782/d/120457
Duração: 100 minutos
Classificação: Livre

Ao som das músicas do grupo Rouge, musical “Brilha La Luna” estreia em São Paulo no dia 24 de janeiro

Os fãs da música pop têm mais uma razão para comemorar. Em curtíssima temporada, no Teatro Liberdade (SP), o espetáculo Brilha la Luna estreia ao som das músicas do grupo Rouge.

O musical, que fez uma temporada de sucesso em 2019 no Rio de Janeiro (Teatro Prudential), é  uma produção da Lab Cultural, tem texto de Juliano Marceano, direção original de Pedro Rothe (Elis – A Musical), direção musical e arranjos de Tony Lucchesi (Bibi – Uma Vida em Musical) e coreografias de Victor Maia (Meu Destino é Ser Star). Os figurinos são assinados por Ana Elisa Schumacher (Noite de Patroa). A ideia, segundo os idealizadores, nasceu antes mesmo da volta do grupo em 2013.

A ideia surgiu faz tempo. Uma das minhas melhores amigas, que é atriz e estava fazendo novela comigo na época, viveu em uma comunidade hippie até seus 16 anos sem acesso algum à tecnologia ou à cultura pop. Aquela história ficou tanto na minha cabeça que comecei a rascunhar a ideia de uma peça sobre essa garota que passa uma vida em uma aldeia afastada da cidade e cai de paraquedas no mundo frenético da televisão. No café onde eu escrevia o nome das primeiras personagens tocou Ragatanga. Foi ali que me ocorreu que “Aserejé” é um nome ótimo para uma comunidade alternativa e que esse tal ‘Diego’ que vira a esquina podia ser um mochileiro que apresenta todo esse universo a essa garota. Me juntei com o Juliano (Marceano, autor do texto) e começamos a desenvolver a dramaturgia em cima do repertório que a gente conhecia de cor: éramos fãs da banda de dormir na porta do estádio para ir no show”, diz Diego Montez, um dos idealizados do espetáculo. 

Brilha la Luna acontece no Teatro Liberdade, às segundas (20h), a partir de 24 de janeiro. Os ingressos da curta temporada custam a partir de R$40 e estão disponíveis para venda pela Sympla – https://bileto.sympla.com.br/event/70833/d/120868 – e bilheteria do teatro. Mais informações no serviço.

A história tem como base a personagem Luna, que dá nome ao espetáculo, uma jovem que viveu toda sua vida na Comunidade de Arerejé, um refúgio hippie criado por seus pais e escondido das grandes metrópoles. Ela vive uma vida tranquila, mas ao completar 18 anos, se vê órfã e sente que falta algo em toda aquela perfeição. É aí que ele vira a esquina, vê Diego e toda a história começa. O espetáculo passou pelo aval das integrantes do Rouge em 2017 e foi aprovado de cara.

Foi um dos momentos mais tocantes da trajetória da peça. Apresentamos, em 2017, uma leitura para elas e foi um momento muito lindo de troca. Elas se emocionaram, agradeceram o carinho e homenagem e se demonstraram muito abertas na época. Ter a bênção das cinco seria essencial”, completa Diego.   

Uma das razões do Rouge ser a escolha para o espetáculo foi que, além de ser um dos maiores grupos pop do Brasil, é também o motivo que torna tão fácil escrever uma dramaturgia sobre, elas falavam para todos e por todos.

O espetáculo tem como premissa convidar a família toda, fãs do grupo e fãs de musicais a refletirem de maneira leve sobre sonoridade, diversidade e o poder dos sonhos. Tudo que as meninas passaram em suas músicas e a que são causas tão urgentes hoje em dia. A maioria dos hits do Rouge estará presente em 1h30 de espetáculo.

O elenco de Brilha la Luna é composto por nomes conhecidos de teatro musical em seu elenco protagonista e jovens talentos estreantes que ajudam a contar a peça. A protagonista, Marcella Bartholo, foi selecionada por meio de um reality show, assim como as Rouge, entre quase 700 garotas.

Sinopse

A história tem como base a personagem Luna, que dá nome ao espetáculo, uma jovem que viveu toda sua vida na Comunidade de Arerejé, um refúgio hippie criado por seus pais escondido das grandes metrópoles. Ela vive uma vida tranquila, mas ao completar 18 anos, se vê órfã e sente que falta algo em toda aquela perfeição. É aí que ele vira a esquina…

Diego, um mochileiro que está de passagem pela comunidade encanta Luna levando-a a acreditar que finalmente encontrou a última parte que precisava pra completar a vida perfeita.

Quando Diego parte de Aserejé, ela descobre que o endereço do garoto na cidade grande é o mesmo estampado em cartas que seu pai, então líder da comunidade, recebia enquanto vivo. Luna decide segui-lo atrás de respostas com a ajuda de Pedro, seu melhor amigo secretamente apaixonado por ela.

Luna continuará em busca de respostas sobre quem ela realmente é ou irá se esquecer de tudo para se tornar a nova estrela da música.

Confira o Instagram de Brilha la Luna: https://www.instagram.com/brilhalalunaomusical/

Ficha Técnica (Temporada São Paulo):

ELENCO: Marcella Bartholo, Pamella Machado, Robson Lima, Julia de Aquino, Carol Vanni, Amanda Doring, Diego Martins, Bruno Boer, Matheus Paiva, Fernanda Gabriela, João Felipe Saldanha, Guilherme Lopez, Alicio Zimmerman, Laura Loup, Ísis Mendonça, João Lucas Martins, Yasmin Lifer, Luke Lima e Larissa Noel.

IDEIA ORIGINAL: Diego Montez
TEXTO: Juliano Marceano
DIREÇÃO DE REMONTAGEM: Ana Elisa Mattos e Diego Montez
BASEADO NA DIREÇÃO ORIGINAL DE: Pedro Rothe
DIREÇÃO MUSICAL ORIGINAL: Tony Lucchesi
COREOGRAFIAS: Victor Maia
FIGURINOS: Ana Elisa Schumacher
CENOGRAFIA: Higor Valentini
DIREÇÃO DE ARTE Eduardo Ekermann
RELAIZAÇÃO: LAB CULTURAL 

Serviço
Data: 24/01/22 – Estreia – Curta Temporada
Horário: 20h
Duração: 100 min
Gênero: Teatro Musical
Classificação: Livre
End: Rua São Joaquim nº129 – Liberdade – São Paulo
Local: Teatro Liberdade
Abertura da casa: 1h antes do início do evento

Musical “Noite de Patroa” estreia no Teatro Liberdade com hits do feminejo como Marília Mendonça, Naiara Azevedo e outras

Montagem estreia em São Paulo dia 27 e promete levantar a plateia com músicas dos principais nomes femininos da música sertaneja.

Do modão ao universitário, quem curte o estilo sertanejo não pode ficar fora dessa. No dia 27 de janeiro, estreia, em curtíssima temporada, o musical Noite de Patroa. A montagem conta uma historia original costurada por grandes sucessos de Marília Mendonça, Maiara e Maraísa, Simone e Simaria, Naiara Azevedo entre outras. 

As protagonistas Bruna Pazinato (Grandes Encontros da MPB) e Pamella Machado (2 Filhos de Francisco) serviram de inspiração para Diego Montez na construção do texto.

Eu sou do interior. Fui criado ouvindo muito sertanejo raiz e frequentando muita festa junina. Sempre tive uma ligação forte com o sertanejo e depois de trabalhar com as meninas, elas me apresentaram novas vozes, vozes potentes, inspiradoras e motivacionais que fazem verdadeiras cenas de suas músicas. Meu trabalho foi muito fácil aqui, foi colocar em ordem em um álbum essas histórias cruzadas que dão força a mulher moderna“, comenta Diego Montez – criador do musical.

Noite de Patroa acontece no Teatro Liberdade, às quintas e sextas (21h), a partir de 27 de janeiro. Os ingressos da curta temporada custam a partir de R$40 e estão disponíveis para venda pela Sympla – https://bileto.sympla.com.br/event/70834/d/120877 – e bilheteria do teatro. Mais informações no serviço.

O musical tem produção da Lab Cultural, texto de Diego Montez, direção de Fabiana Tolentino (M.O.T.I.M), direção musical de Andrei Presser (2 Filhos de Francisco) e Thiago Perticarrari (Assassinato para Dois) e coreografias de Mariana Barros (Heathers). Os figurinos são assinados por Ana Elisa Schumacher e o cenário é de Higor Valentini.

Bruna Pazinato (Marina) e Pamella Machado (Larissa) | Foto: Luís França

O enredo do espetáculo conta a história da dona de bar Marina e da popstar Larissa Fernandes, que têm algo em comum: foram traídas pelo mesmo cara. Em um dia místico, elas realizam uma simpatia que transforma Adão…em EVA! Por isso, Noite de Patroa trata de empatia. O espetáculo convida a refletir como é estar no lugar do outro e aprender com isso.

Queria muito que a direção fosse feita por uma mulher, a Fabi é uma grande interessada nas discussões que o texto levanta e junto com a Ana Elisa formaram uma dupla que passa uma mensagem poderosa através de um material popular“, completa Diego.

O espetáculo tem como premissa convidar a família, estudantes universitários, fãs de sertanejo e fãs de musicais a refletirem sobre empoderamento, empatia e respeito. Essas artistas sempre retrataram nossa geração de uma forma fácil de se relacionar, não tem como não cantar junto com uma música como “50 Reais”.

O elenco de Noite de Patroa é composto por nomes conhecidos de teatro musical em seu elenco protagonista e jovens talentos estreantes que ajudam a contar a peça. A protagonista, Bruna Pazinato, tem uma sólida carreira no feminejo que leva em paralelo com sua carreira de atriz.

Cena do espetáculo | Foto: Luís França

Sinopse

Nesse musical original costurado com hits do feminejo, quem manda são elas. Depois de pegar o marido a traindo no dia de seu casamento, Marina se vê mãe solteira com dois empregos para sustentar o filho pequeno que Adão deixou para nunca mais voltar a ver. O que poderia ser a história de qualquer mulher brasileira, tem uma guinada fantástica quando Larissa Fernandes, a popstar com quem pegou o marido naquele fatídico dia, vai ao seu encontro no bar e conta que o mesmo aconteceu com ela. Elas começam a perceber outras similaridades e percebem que são bem mais parecidas do que pensavam. É noite de lua-de-sangue, um fenômeno que acontece uma vez a cada 100 anos e elas brindam a vida, aos seus relacionamentos e ao ex que as uniu: “Que ele sinta na pele por uma noite o que nos fez sentir”…

No dia seguinte, Adão acorda um pouco diferente…em um corpo diferente! Agora no corpo de uma mulher, ele vai se aventurar numa viagem com essas duas mulheres fantásticas e aí sim passar pela verdadeira transformação: a interna.

Com canções de Marília Mendonça, Naiara Azevedo, Simone e Simaria entre outras vozes femininas poderosas, o espetáculo traztrás uma reflexão profunda sobre respeito, amor-próprio e empatia de forma leve e divertida e de fácil identificação. São mais de 15 atores no palco cantando ao vivo e com coreografias de tirar o fôlego que vão te fazer levantar da cadeira para cantar junto. E é isso que a gente quer!

Confira o Instagram de Noite de Patroa: https://www.instagram.com/noitedepatroaomusical/

Robson Lima e Pamella Machado | Foto: Luís França

Ficha Técnica:

REALIZAÇÃO: Lab Cultural

ELENCO: Bruna Pazinato, Pamella Machado, Ana Elisa Schumacher, Robson Lima, Gabi Camisotti, Thadeu Torres, Guilherme Lopez, Alicio Zimmerman, Laura Loup, Ísis Mendonça, João Lucas Martins, Yasmin Lifer, Luke Lima.

EQUIPE CRIATIVA E DE PRODUÇÃO
DIEGO MONTEZ – Roteiro
FABIANA TOLENTINO – Direção
ANA ELISA MATTOS – Direção Residente e Assistente de Direção
THIAGO PERTICARRARI E ANDREI PRESSER – Direção Musical
MARIANA BARROS – Coreografia
LETÍCIA VASCONCELOS – Assistente de direção de movimento
ANDREI PRESSER – Produção Musical
HIGOR VALENTINI – Cenografia
ANA ELISA SCHUMACHER – Figurinista
ANDRÉ BEZERRA – Light Design
JOSÉ TORO E ROBERT LIMA – Direção de Produção

SERVIÇO
Data: 27/01/22 – Estreia – Curta Temporada
Horário: 21hrs
Duração: 140 min
Gênero: Teatro Musical
Classificação: Livre
End: Rua São Joaquim nº129 – Liberdade – São Paulo
Local: Teatro Liberdade
Abertura da casa: 1h antes do início do evento

‘CINDERELLA, O MUSICAL’ REESTREIA HOJE EM SÃO PAULO COM FABI BANG NO PAPEL TÍTULO

Musicalwt entra em cartaz no Teatro Liberdade e traz ainda Gottsha, André Loddi, Helga Nemetik e Diego Montez em um elenco de 22 atores.

Continue Lendo “‘CINDERELLA, O MUSICAL’ REESTREIA HOJE EM SÃO PAULO COM FABI BANG NO PAPEL TÍTULO”