Renata Ricci homenageia Carmen Miranda em “Pra Você Gostar de Mim”

Em cartaz com “Barnum – O Rei do Show”, a atriz lança projeto pessoal e apresenta monólogo teatral musical em forma de média-metragem, com sessões gratuitas e on-line.

Foto Lua Fioli

Foi durante o assustador, porém encorajador, hiato provocado pela pandemia, que a atriz e cantora Renata Ricci, conhecida de diversos trabalhos nos palcos e na TV, encontrou forças para tirar do papel um desejo antigo do coração: homenagear Carmen Miranda, a estrela que fincou uma bandeira verde e amarela no exterior. Construído há poucas, porém cuidadosas mãos, o espetáculo-show “Pra Você Gostar de Mim”, que faz recortes da vida e obra da famosa luso-brasileira, realiza apresentações gratuitas nos dias 29 e 30 de outubro, às 20hrs, no YouTube.

O projeto, que deriva de uma ideia ainda maior, pensada para celebrar a história das talentosas irmãs Carmen e Aurora, em “As Irmãs Miranda”, previsto para 2022, é fruto de uma conexão antiga, que começou ainda na infância, entre Renata e a dona das mais de 300 canções registradas no Brasil e EUA, e que ganhou força na adolescência, quando a artista passou a se interessar por teatro e conhecer as obras da “Pequena Notável” para o cinema, porém, foi através de um mergulho em sua biografia, que ela descobriu motivos que mereciam os palcos.

“Me apaixonei primeiro por sua figura, depois por sua história. Quando pensava na Carmen, antes de estudá-la, naturalmente me vinha em mente os chapéus e as frutas, mas depois de conhecê-la, penso primeiro nela como uma mulher à frente do seu tempo, muito apaixonada pelo que fez, desbravadora e que abriu caminho não só para as mulheres – ainda que principalmente para elas –, mas para um país. Fiquei anos gestando essa ideia, de fazer algo sobre essa pessoa extremamente carismática e com uma história pessoal incrível”, diz.

Criado para ser apresentado com público presente e em formato de show, o projeto, dirigido por Celso Correia Lopes e Ricci, e com direção musical e arranjos de Reinaldo Sanches, ganhou novos contornos com o texto de Guilherme Gonzales, e precisou ser adaptado para o audiovisual em decorrência do momento atual. Avessa ao conceito do teatro filmado, Renata optou por aderir a um novo formato, com linguagem própria e que se aproximasse mais do cinema, o que resultou em um média-metragem, de 40 minutos de duração.

A história parte de uma passagem da artista pelo Brasil, em 1940, quando foi vaiada pelo público durante um show no Cassino da Urca, levando-a a crer que o motivo era o desgosto do povo brasileiro, em se ver estereotipado em sua representação, mas na verdade, o movimento contrário a ela fora motivado por questões políticas, em função da 2ª Guerra Mundial. Deste ponto em diante, o público acompanha Renata, solo em cena, em um encontro fictício, entre Carmen e um psicólogo, onde ela vai contando e cantando sobre emoções e sensações da estrela, apoiada em canções, por vezes responsivas, como “Disseram que Voltei Americanizada”.

Embalado por hits como “Adeus Batucada”, “Tico-Tico no Fubá” e “South American Way”, o musical, que deve chegar ao palco em 2022 como um monólogo teatral, conta com quatro músicos, Mica Matos, Rayra Maciel, Reinaldo Sanches e Samuel Morales, o visagismo de Anderson Bueno, e o figurino da So Croppeds com toques da própria Renata, que também assina a produção geral junto de Michele Narcizo.

Entre a tela e o palco

Em paralelo ao mergulho na vida de Carmen Miranda, Renata celebra a retomada da Cultura e a reabertura dos teatros abrilhantando o elenco de “Barnum – O Rei do Show”, musical em cartaz no Teatro Opus, em São Paulo, onde pôde resgatar o prazer diferente que é fazer parte de um projeto não realizado e produzido por ela, como os mais recentes “French Kiss” e “Cantrix canta Gil”, que exigem um olhar cuidadoso ampliado e uma versão multitarefa. O musical sobre a vida de P.T Barnum se une à lista de outros títulos do circuito Broadway e Off-Broadway que permeiam a carreira da atriz, como “Sweet Charity”, “Avenida Q”, “Gypsy”, “As Bruxas de Eastwick”, “Xanadu”, “Como Vencer na Vida Sem Fazer Força” e “Forever Young”. Produções brasileiras como “S’imbora, O Musical – A História de Wilson Simonal” e “Hebe – O Musical”, onde deu vida à Lolita Rodrigues, também marcam sua trajetória.

Em meio às cores e movimentos do lúdico universo circense de “Barnum”, com o qual não mantinha relação até então, ela chegou a questionar se ainda saberia “fazer teatro” antes do início dos ensaios, considerando o impacto sentido pela paralisação do Coronavírus, que se estendeu por 18 meses. Mas bastaram os primeiros encontros com colegas e a rotina necessária na construção de um espetáculo, para descobrir que o seu saber estava intacto, e que ainda poderia ir além, enfrentando o medo do desconhecido e encarando aulas de trapézio para entrar em cena como cover da personagem Jenny Lind, uma das mais famosas cantoras do século XIX.

“Está sendo muito bom resgatar esse pedaço de mim, lembrar como era, e em ‘Barnum’, especificamente, pois estamos tendo uma recepção da plateia que, para mim, era inesperada. Então, além de estar voltando para o ao vivo, pós pandemia, é especial estar em um espetáculo que não é qualquer espetáculo, que está muito amarradinho e tem conquistado o público. Desde ‘Avenida Q’ não vejo rostos tão arrebatados e entregues na plateia, e isso é muito gostoso, ver adulto com cara de criança torna tudo muito mais mágico”, finaliza.

SERVIÇO:

Exibições: 29 e 30 de outubro, 20h

Acesso: youtube.com/renatinharicci

Gratuito

FICHA TÉCNICA:

Elenco: Renata Ricci

Texto: Guilherme Gonzalez

Direção: Celso Correia Lopes e Renata Ricci

Direção Musical e Arranjos: Reinaldo Sanches

Banda: Mica Matos, Rayra Maciel, Reinaldo Sanches e Samuel Morales

Direção de Fotografia, Montagem e Edição Finalização: Lua Fioli

Assistente: Marcio Carneiro

Captação de áudio: Isaac Medeiros

Visagismo: Anderson Bueno

Figurino: So Cropped e Renata Ricci

Edição Musical: Mica Matos

Assistência de Palco: Marcos Lanza

Auxiliares: Henrique Queiroz e Lucca Villas Boas

Produção Geral: Michele Narcizo e Renata Ricci

*via edital de incentivo da Lei Aldir Blanc (Lei 14.017/2020) – São Bernardo do Campo

Musical “French Kiss” com Renata Ricci retorna em formato online na intimidade de sua casa

A comédia musical acontecerá acontecerá nos dias 05 e 12 de setembro às 19h e será transmitida online e parte da bilheteria será destinada à Casa de Artes Operária.

Atualmente estamos vivendo uma pandemia, onde todo o setor cultural está fechado para apresentações presenciais e, por enquanto, sem expectativas de retorno. Muitos artistas e produtoras têm se renovado e buscado novos formatos para continuar a levar arte ao povo e é nesse contexto que a atriz e cantora Renata Ricci (de “As Bruxas de Eastwick” e “Hebe – O Musical”) retorna com seu espetáculo French Kiss – Na Intimidade em um formato online.

A comédia musical acontecerá acontecerá nos dias 05 e 12 de setembro às 19h e será transmitida online, podendo ser vista onde você estiver e o melhor, parte da bilheteria será destinada à Casa de Artes Operária, celeiro de talentos que também passa por dificuldades extremas nesse momento delicado em que estamos vivendo e ainda contará com a participação especial do ator Marcos Lanza, que esteve em cartaz recentemente no revival da T4F de “O Fantasma da Ópera” (Produção T4F).

O valor do ingresso é colaborativo e vai entre R$20,00 e R$80,00. Um deles vai caber no seu bolso! Você pode garantir seu lugar na plateia digital agora em: https://www.sympla.com.br/french-kiss–na-intimidade__951527

Foto: Edson Lopes

SOBRE O ESPETÁCULO

Num palco de um velho teatro, duas senhoras lembram de uma vida quase distante, em que frequentavam os camarins. Em suas lembranças está também Monsieur, o amor de uma delas, que, ao decidir ir em bora, partiu seu coração e fez com que as duas, na época jovens, fossem atrás dele pelo mundo, e parassem em cada cidade, fazendo shows na esperança de que um dia ele voltasse. Assim, somos catapultados de volta a um passado, onde temos Renata von Ricci, uma cantora de cabaret, e Bertrand, seu fiel escudeiro/pianista/amigo, numa dessas paradas. Enquanto performa seus números, Renata von Ricci, grávida, nos fala de sua vida amorosa, ora em momentos tocantes, ora em passagens hilárias. Durante a narrativa, ela dá a luz e agora temos um novo elemento na trupe. E aí? Será que ele voltará? Continuarão Renata, Bertrand (ou seria Ruth?) nessa peregrinação? Esse é “French Kiss”, um cabaret atemporal, bem abrasileirado.

No repertório temos versões em francês de musicas como: “Is This Love” (Bob Marley), “Tatuagem” (Chico Buarque), “Depois do Prazer” (Só pra Contrariar) e “Kiss” (Prince) entre outros grandes clássicos da música, todos assinados pelo artista plural Edgard Duvivier. Direção co-assinada por Renata Ricci e Celso Lopes. Direção musical de Reinaldo Sanches.

SOBRE RENATA RICCI

Renata Ricci é atriz formada pela Fundação das Artes, tradicional escola de artes localizada no ABC Paulista. Também cantora e bailarina, além de sua carreira televisiva onde se destacam suas passagens por novelas e programas de comédia, destaca-se nos palcos em espetáculos musicais tais como: Sweet Charity, Avenida Q, Gypsy e Hebe – o musical, entre outros. Também cantora, bailarina e autora, passou a produzir seus espetáculos como “French Kiss” e “CANTRIX canta GIL”

A comédia musical “French Kiss”, com Renata Ricci, faz nova temporada em São Paulo

A atriz, cantora e bailarina, Renata Ricci reestreia no próximo dia 02 de abril, terça-feira, a comédia musical “French Kiss”. Cumprindo curtíssima temporada no Teatro Folha, no Shopping Higienópolis, zona central de São Paulo, conta com direção dividida entre Celso Correia Lopes e a própria artista. O espetáculo conta as aventuras e desventuras de uma cantora de cabaré que percorre o mundo em busca de seu grande amor.

A atriz, cantora e bailarina, Renata Ricci reestreia no próximo dia 02 de abril, terça-feira, a comédia musical “French Kiss”. Cumprindo curtíssima temporada no Teatro Folha, no Shopping Higienópolis, zona central de São Paulo, conta com direção dividida entre Celso Correia Lopes e a própria artista. O espetáculo conta as aventuras e desventuras de uma cantora de cabaré que percorre o mundo em busca de seu grande amor.

Continue Lendo “A comédia musical “French Kiss”, com Renata Ricci, faz nova temporada em São Paulo”

Formado por atrizes e cantoras de musicais, grupo “Cantrix” apresenta repertório de Gilberto Gil no Paris 6 Burlesque

Renata Ricci, Lívia Graciano, Yael Pecarovich e Luciana Bollina retomam antigo projeto musical e escolhem sucessos do cantor baiano para cantar e contar sobre a força da mulher.

Continue Lendo “Formado por atrizes e cantoras de musicais, grupo “Cantrix” apresenta repertório de Gilberto Gil no Paris 6 Burlesque”

“Hebe, o Musical” retorna aos palcos em 2018

Com temporada marcada para acabar no dia 17 de dezembro, o musical baseado na vida da apresentadora mais querida da TV brasileira voltará aos palcos no ano que vem.
Continue Lendo ““Hebe, o Musical” retorna aos palcos em 2018″

O Tapete Vermelho do Prêmio Bibi Ferreira 2017

A premiação aconteceu no último dia 18 de outubro no Teatro Santander.

Continue Lendo “O Tapete Vermelho do Prêmio Bibi Ferreira 2017”

Bate papo com o elenco e criativos de “Hebe, o musical”

O espetáculo estreia HOJE no Teatro Procópio Ferreira. Conversamos com Miguel Falabella, Arthur Xexéo e parte do elenco do musical.

Continue Lendo “Bate papo com o elenco e criativos de “Hebe, o musical””

“Hebe, O Musical” estreia dia 12 de Outubro no Teatro Procópio Ferreira

Rainha da televisão brasileira, estrela multifacetada é homenageada em grandioso espetáculo de teatro, música e dança 5 anos após sua morte.

Continue Lendo ““Hebe, O Musical” estreia dia 12 de Outubro no Teatro Procópio Ferreira”